RSS

8 maneiras de mudar o mundo


Em 2000 a ONU, depois de uma analize nos problemas mundiais, estabeleceu a lista dos 8 objetivos do milênio para um mundo melhor. E esses objetivos são:

1- Acabar com a fome e a miséria

Um bilhão e duzentos milhões de pessoas sobrevivem com menos do que o equivalente a $ 1 PPC* ao dia.

2- Educação basica de qualidade para todos

Há 113 milhões de crianças fora da escola em todo o mundo. A Índia é um exemplo de que é possível diminuir o problema: o país se comprometeu a ter 95% das crianças freqüentando a escola já em 2005.


3- Igualdade entre sexos e valorização da mulher

Dois terços dos analfabetos do mundo são do sexo feminino e 80% dos refugiados são mulheres e crianças.

4- Reduzir a mortalidade infantil

Todos os anos, 11 milhões de bebês morrem de causas diversas. No entanto, o número vem caindo desde 1980, quando as mortes somavam 15 milhões.


5- Melhorar a saude das gestantes

Nos países em desenvolvimento, as carências em saúde reprodutiva fazem que a cada 48 partos uma mãe morra. A presença de pessoal qualificado na hora do parto será o reflexo do desenvolvimento de sistemas integrados de saúde pública.

6- Combater a malária, a AIDS e outras doenças

Em grandes regiões do mundo, epidemias vêm destruindo gerações e cerceando possibilidades de desenvolvimento. Ao mesmo tempo, a experiência de países como o Brasil, Senegal, Tailândia e Uganda mostram que é possível deter a expansão do HIV.

7- Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente

Um bilhão de pessoas ainda não têm acesso a água potável. Durante os anos 90, quase o mesmo número de pessoas ganharam acesso à água e ao saneamento básico. Os indicadores identificados para essa meta demonstram a adoção de atitudes sérias na esfera pública.

8- Todo mundo trabalhando pelo meio ambiente

Muitos países pobres gastam mais com os juros de suas dívidas do que para superar seus problemas sociais. Já se abrem perspectivas, no entanto, para a redução da dívida externa de muitos Países Pobres Muito Endividados (PPME). Os objetivos levantados para atingir essa meta levam em conta uma série de fatores estruturais que limitam o potencial para o desenvolvimento - em qualquer sentido que seja - da maioria dos países do sul do planeta.

Estas metas foram aprovadas por 191 países da ONU, em Nova Iorque, na maior reunião de dirigentes mundiais de todos os tempos. Estiveram presentes 124 Chefes de Estado e de Governo. Todos estes países, inclusive o Brasil, se comprometeram a cumprir os 8 objetivos até 2015.

O cotinente africano recebeu, durante as reuniões da ONU, atenção especial por ser o continente onde são mais graves todos os problemas discutidos.

No Brasil, vemos poucas movimentações sobre o assunto. A maioria da população desconhece esse tratado.


Vi no http://investireusei.blogspot.com/2009/10/8-caminhos-para-mudar-o-mundo.html 0 comentários

Garota Fantástica







No Brasil temos o hábito de "pegar emprestado" várias palavras estrangeiras. Mas cá entre nós... existem duas opções para não pagar um micão desses em rede nacional: Perguntar a alguém ou usar outra palavra.
Perguntar não é vergonha. Não tenho o menor problema em dizer aos meus alunos que vou pesquisar quando não sei a resposta de algo que eles me perguntam. Ninguém sabe tudo... Mas admitir isso e procurar aprender é sinal de humildade.
0 comentários

Professores também são criativos...

Precisamos dar nó em pingo d'água para realizar nosso trabalho direito.


Vi no http://brogui.mtv.uol.com.br/2009/11/14/gambiarra-do-dia-17/ 0 comentários

Contos de fadas modernos

Professores vivem envolvidos com contos de fadas... E o fim todos conhecemos: "...e viveram felizes para sempre." Na vida real é bem diferente. O conceito de felizes para sempre muda muito de pessoa para pessoa. Cada um tem seus objetivos e o seu "felizes para sempre" depende da realização deles. Antigamente, para uma mulher ser feliz, teoricamente ela precisava casar, ter filhos, constituir família. Hoje em dia, a mulher está inserida no mercado de trabalho, tem independência financeira e é intelectualmente competitiva com o homem, o que a levou a procurar sempre estar feliz e não simplesmente se adaptar a uma situação desagradável só para dar uma satisfação a sociedade. Alguns casamentos são felizes, outros não. Isso sempre foi assim. A diferença é que agora a mulher não é mais dependente do homem e vai a luta em busca de sua felicidade. Por isso, em alguns casos os contos de fadas poderiam ser mudados, como nos exemplos abaixo.
1- Conto de fadas para mulheres do séc. 21
Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz:
- Você quer casar comigo?
Ele respondeu: - NÃO!
E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia cerveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.
O rapaz ficou barrigudo, careca, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma MULHER.
FIM!!!

2. Conto de fadas para mulheres do séc. 21
Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então, a rã pulou para o seu colo e disse:
-Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...
E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:
- Nem morta! 1 comentários

Reitor da Uniban revoga expulsão da aluna Geise

O reitor da Universidade Bandeirante (Uniban), Heitor Pinto Filho, decidiu no início desta noite anular a expulsão da aluna Geisy Arruda, de 20 anos. A expulsão foi decidida pelo Conselho Universitário (CONSU) da instituição na última sexta-feira e divulgada ontem. A aluna foi hostilizada, em 22 de outubro, por alunos após usar minivestido nas dependências da instituição. O assessor jurídico da reitoria da instituição, Décio Lencioni Machado, informou que a decisão foi tomada pelo "reitor, como pessoa física".

Amanhã, a Uniban concederá uma entrevista coletiva onde o vice-reitor Ellis Brown explicará as motivações da universidade em voltar atrás na decisão de demitir a aluna.

A estudante de turismo sofreu assédio e ameaças de agressão no dia 22 de outubro, quando cerca de 600 estudantes a cercaram, com gritos e ameaças. Ela teve de ser escoltada para fora do câmpus de São Bernardo pela Polícia.

Na sexta-feira, depois de concluir uma sindicância interna, a Uniban decidiu expulsar Geisy "por entender que ela foi responsável, que provocou a situação com sua atitude". No domingo, um comunicado da instituição foi publicado em jornais da capital informando sobre a expulsão.
O texto afirmava que Geisy frequentava "as dependências da universidade em trajes inadequados e que indicam uma postura incompatível com o ambiente da universidade". A
instituição alega que ela foi avisada "constantemente sobre a inconveniência de seus trajes".
0 comentários

Aluna humilhada por usar vestido curto é expulsa da faculdade.

Todo mundo ficou sabendo do caso da aluna da Uniban que foi humilhada porque foi para a faculdade com um vestido curto e não vou repetir a notícia aqui.
Por mais que eu ache que uma mulher deve tomar cuidado com suas roupas, nada justifica a violência que ela sofreu.
Ontem li em um site que ela foi expulsa da faculdade. A única pessoa que foi punida foi a própria vítima. Alegaram que sua postura não era adequada. Fico me perguntando o que eles entendem por "postura adequada."

A UNE se pronunciou através de uma nota que achei muito interessante. Leia abaixo:

A UNE afirmou que “essa história absurda teve um desfecho ainda mais esdrúxulo”. Na nota, a entidade exige que “a matrícula da estudante seja mantida, que a universidade se retrate publicamente e que todos os agressores sejam julgados e condenados não somente pela instituição, a Uniban, mas também pela Justiça brasileira”. Leia abaixo a íntegra da nota:

Episódio de violência sexista acaba em mais uma demonstração de machismo No dia 22 de outubro, o Brasil assistiu cenas de selvageria. Uma estudante de turismo da Universidade Bandeirante (São Paulo) foi vítima de um dos crimes mais combatidos na sociedade, a violência sexista, que é aquela cometida contra as mulheres pelo fato de serem tratadas como objetos, sob uma relação de poder desigual na qual estão subordinadas aos homens.

Nesse episódio, a estudante foi perseguida e agredida pelos colegas, hipoteticamente pelo tamanho de vestido que usava, e só pôde deixar o campus escoltada pela polícia. Alguns dos alunos que a insultaram gritavam que queriam estuprá-la. Desde quando há justificativa para o estupro ou toleramos esse tipo de violência?

Pasmem, essa história absurda teve um desfecho ainda mais esdrúxulo. A Universidade, espaço de diálogo onde deveriam ser construídas relações sociais livres de opressões e preconceitos, termina por reproduzir lamentavelmente as contradições da sociedade, dando sinais de que vive na era das cavernas.

Além de não punir os estudantes envolvidos na violência sexista, responsabiliza a aluna pelo crime cometido contra ela e a expulsa da universidade de forma arbitrária, como se dissessem que, para manter a ordem, as mulheres devem continuar no lugar que estão, secundárias à história e marginalizadas do espaço do conhecimento.

É naturalizado, fruto de uma construção cultural, e não biológica, que os homens não podem controlar seus instintos sexuais e as mulheres devem se resguardar em roupas que não ponham seus corpos à mostra.

Os homens podem até andar sem camisa, mas as mulheres devem seguir regras de conduta e comportamento ideais, a partir de um padrão estético que a condiciona a viver sob as rédeas da sociedade, que por sua vez é controlada pelos homens.

Esse desfecho, somado às diversas abordagens destorcidas do fato na mídia, demonstram a situação de opressão que todas nós, mulheres, vivemos em nosso cotidiano. Situação em que mulheres e tudo o que está relacionado a elas são desvalorizados e depreciados. A mulher é vista como uma mercadoria - ora utilizada para vender algum produto, ora tolhida de autonomia e direitos, ora violentada, estigmatizada e depreciada. É essa concepção que acaba por produzir e reproduzir o machismo, violência e sexismo, próprios do patriarcado. Tal concepção permitiu o desrespeito a estudante.

Nós, mulheres estudantes brasileiras, em contraposição a essa situação, estamos constantemente em luta até que todas as mulheres sejam livres do machismo, da violência, do desrespeito e da opressão que nos cerca.

Repudiamos o ato de violência dos alunos contra a estudante de turismo, repudiamos a reação da mídia que insiste em mistificar o fato e não colocar a violência de cunho sexista no centro do debate e denunciamos a atitude da universidade de punir a estudante ao invés daqueles que provocaram tal situação.

Exigimos que a matrícula da estudante seja mantida, que a Universidade se retrate publicamente e que todos os agressores sejam julgados e condenados não somente pela instituição, a Uniban, mas também pela Justiça brasileira. Somos Mulheres e Não Mercadoria!

Diretoria de Mulheres da UNE - União Nacional dos Estudantes 0 comentários

Professores também se cuidam


Enquanto o sujeito de Alma Magra sabe que é preciso suar literalmente a camisa para perder peso, o de Alma Gorda vive sonhando com milagres e mágicas para atingir o mesmo objetivo.Nesse repertório está a invenção de uma máquina que você entra gorda e sai magra do outro lado, ou a criação de um incinerador de calorias interno ou, numa realidade mais próxima, achar que uma boa lipoaspiração resolverá todos os seus problemas e excessos.
(...) A realidade nua e crua para perder peso está calcada em dois pilares: você tem que ingerir menos calorias do que gasta (e gosta); e alguns acepipes contêm muito menos calorias que outros.
Trocando em miúdos, emagrecer é “apenas” uma questão matemática: queime mais calorias do que você ingeriu e um novo mundo irá se descortinar pra você. Bem, só é bom lembrar que essa tal matemática é bem sacana. Sobretudo para um autêntico portador de uma Alma Gorda.
Descobri o livro "Exorcize sua alma gorda" de Andréa Cordoniz e estou louca para comprar... Vi trechos no blog da autora e parece ser muito engraçado... Parece ser uma leitura leve, descontraida mas que faz refletir sobre comportamentos "engordativos". Vale a dica.
0 comentários

Diversidade





Um é feioso, outro é bonito,


um é certinho , outro esquisito,


um é magrelo, outro é gordinho,


um é castanho, outro é ruivinho,


um é tranqüilo, outro é nervoso,


um é birrento, outro é dengoso,


um é ligeiro, outro é mais lento,


um é branquelo, outro é sardento,


um, preguiçoso, outro, animado,


um é falante, outro é calado,


um é molenga, outro é forçudo,


um é gaiato,outro é sisudo,


um é moroso, outro é esperto,


um é fechado, outro é aberto


um carrancudo, outro, tristonho,


um divertido, outro, enfadonho.




Um é enfezado, outro é pacato.


Um é birrento, Outro é cordato.


De pele clara, De pele escura.


Um, fala branda . O outro, dura.




Olho redondo, Olho puxado,


Nariz pontudo, Ou arrebitado.


Cabelo crespo. Cabelo liso.


Dente de leite. Dente de siso.




Um é menino. Outro é menina(pode ser grande ou pequenino).


Um é bem jovem. Outro , de idade.


Nada é defeito, nem qualidade.




Tudo é humano,


Bem diferente,


Assim, assado.


Todos são gente.




Cada um na sua, e não faz mal.


Di-ver-si-da-de


Tatiana Belinky


Um poema lindo, que fala sobre a diversidade, algo muito comum em nossas salas de aulas.

1 comentários

Professores também se divertem



O Pavão e o Urubu


Existe um conto japonês milenar que é mais ou menos assim:
Em uma planície, viviam um urubu e um pavão. Certo dia, o pavão refletiu:
- Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e exuberante, porém nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza. Feliz é o urubu, que é livre para voar para onde o vento o levar.
O urubu, por sua vez , também refletia no alto de uma árvore:
- Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda tenho que voar e ser visto por todos, quem me dera ser belo e vistoso tal qual aquele pavão.
Foi quando ambas as aves tiveram uma brilhante idéia em comum e se juntaram para
discorrer sobre ela: cruzar-se seria ótimo para ambos, gerando um descendente que voasse como o urubu e tivesse a graciosidade de um pavão. Então cruzaram… e daí nasceu o peru: QUE É FEIO PRA CARAMBA E NÃO VOA!

Moral da história: Se a coisa tá ruim, não faz gambiarra, que piora!
0 comentários

Para refletir...




O PRINCÍPIO 90 / 10 - Stephen Covey




Que princípio é este?




Os 10% da vida estão relacionados com o que sepassa com você, os outros 90% da vida estão relacionados com a forma como você reage ao que se passa com você.O que isto quer dizer? Realmente, nós não temos controle sobre 10% do que nos sucede.


Não podemos evitar que o carro enguice, que o avião atrase, que o semáforo fique no vermelho. Mas, você é quem determinará os outros 90%. Como? Com sua reação.


Exemplo: você está tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa o café cair na sua camisa branca de trabalho.Você não tem controle sobre isto. O que acontecerá em seguida será determinado por sua reação.


Então, você se irrita. Repreende severamente sua filha e ela começa achorar.Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa. E tem prosseguimento uma batalha verbal.


Contrariado e resmungando, você vai mudar de camisa. Quando volta, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai pro trabalho, também contrariada. Você tem de levar sua filha, de carro, pra escola.


Como está atrasado, dirige em alta velocidadee é multado. Depois de 15 min. de atraso, uma discussão com o guarda detrânsito e uma multa, vocês chegam à escola, onde sua filha entra, sem se despedir de você. Ao chegar atrasado ao escritório, você percebe que esqueceu de sua maleta. Seu dia começou mal e parece que ficará pior.


Você fica ansioso pro dia acabar e quando chega em casa, sua esposa e filha estão de cara fechada, em silêncio e frias com você. Por quê? Por causa de sua reação ao acontecido no café da manhã. Pense: por quê seu dia foi péssimo?


A) por causa do café?


B) por causa de sua filha?


C) por causa de sua esposa?


D) por causa da multa de trânsito?


E) por sua causa?


A resposta correta é a E.


Você não teve controle sobre o que aconteceu com o café, mas o modo comovocê reagiu naqueles 5 minutos foi o que deixou seu dia ruim.


O café cai na sua camisa. Sua filha começa a chorar. Então, você diz a ela, gentilmente: "Está bem, querida, você só precisa ter mais cuidado".


Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui, dando adeus com a mão. Notou a diferença?


Duas situações iguais, que terminam muito diferente.


Porquê? Porque os outros 90% são determinados por sua reação.


Aqui temos um exemplo de como aplicar o Princípio 90/10.


Se alguém diz algo negativo sobre você, não leve a sério, não deixe que os comentários negativos te afetem. Reaja apropriadamente e seu dia não ficará arruinado.


Como reagir a alguém que te atrapalha no trânsito? Você fica transtornado? Golpeia o volante? Xinga? Sua pressão sobe? O que acontece se você perder o emprego? Por quê perder o sono e ficar tão chateado?


Isto não funcionará.


Use a energia da preocupação para procurar outro trabalho. Seu vôo está atrasado, vai atrapalhar a sua programação do dia. Por quê manifestar frustração com o funcionário do aeroporto? Ele não pode fazer nada.Use seu tempo para estudar, conhecer os outros passageiros. Estressar-se só piora as coisas. Agora que você já conhece o Princípio 90/10, utilize-o. Você se surpreenderá com os resultados e não se arrependerá de usá-lo.


Milhares de pessoas estão sofrendo de um stress que não vale a pena, sofrimentos, problemas e dores de cabeça. Todos devemos conhecer e praticar o Princípio 90/10. Pode mudar a sua vida!Para complementar o texto, segue uma historinha....


O colunista Sydney Harris acompanhava um amigo à banca de jornal. O amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas como retorno recebeu um tratamento rude e grosseiro. Pegando o jornal que foi atirado em sua direção, o amigo de Sydney sorriu atenciosamente e desejou ao jornaleiro um bom final de semana. Quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou:


- Ele sempre te trata com tanta grosseria?


- Sim, infelizmente é sempre assim.


- E você é sempre tão atencioso e amável com ele?


- Sim, sou.


- Por que você é tão educado, já que ele é tão rude com você?


- Porque não quero que ele decida como eu devo agir. Nós somos nossos próprios donos".


Não devemos nos curvar diante de qualquer vento que sopra, nem estar à mercê do mau humor, da mesquinharia, da impaciência e da raiva dos outros. Não são os ambientes que nos transformam, e sim nós que transformamos os ambientes.
0 comentários

Discriminação contra professora

Lí em algum lugar que "Pessoas fazem coisas absurdas em nome da religião". E essa notícia sem dúvida é um exemplo disso. Pessoas que se acham acima do bem e do mal, os donos da verdade e que acham que podem fazer qualquer coisa em "nome de Deus". Sinceramente não acho que essa é uma atitude que Deus espera de nós, já que Ele nos ensinou a amar ao próximo.
Aconteceu em minha cidade, Macaé. Em minha opinião, a atitude da diretora da escola é no mínimo vergonhosa.
Como se ensina sobre a história da África, matéria obrigatória em nossa grade, excluindo o capítulo "religião"? A África é um lugar cheio de rituais religiosos e os alunos tem direito a conhecer isso, já que faz parte da cultura daquele país.
A discriminação contra uma professora de Língua Latina e Portuguesa ganhou repercussão em todo o país. Maria Cristina Marques leciona na Escola Municipal Pedro Adami, situada no distrito de Córrego do Ouro, na Região Serrana do município, e foi afastada das salas de aulas por mais de 30 dias por dar aulas sobre a História da África, conforme a Lei 10.639, que determina o ensino da cultura africana e afro-brasileira nas escolas. O caso chamou a atenção e abriu ainda mais a discussão sobre o ensino das religiões de matriz africana nas escolas públicas do país.

Tudo começou quando Maria Cristina, ao iniciar o trabalho de conclusão do curso de pós-graduação em cultura africana e afro-brasileira, oferecido pela Prefeitura de Macaé, resolveu ensinar um pouco do que aprendeu a sua turma de 35 alunos do 7º ano. “Isso foi no final de junho e utilizei o livro 'Lendas de Exu', de Adilson Martins, tudo de acordo com a lei. Os alunos estavam gostando das aulas e quando estávamos preparando para expor os trabalhos deles, fui chamada pela direção que ameaçou me colocar à disposição caso eu continuasse com as aulas”, declarou.

O livro “Lendas de Exu” é editado com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao MEC. A professora pegou o livro, que traz um carimbo de recomendação da própria Prefeitura Municipal, na biblioteca do próprio colégio. Segundo Maria Cristina, ela foi chamada pela diretora Mery Lice da Silva Oliveira e pelo vice-diretor e pastor Neopentecostal, Sebastião Carlos Menezes. “Eles alegaram que 85% da comunidade de Córrego do Ouro é evangélica e que eu estava incentivando que as crianças acreditassem em coisas ruins. O vice-diretor falou para eu trabalhar qualquer outro livro, menos aquele, que seria uma péssima influência. No entanto, alguns alunos leram o livro e gostaram muito, percebendo que não havia nada demais”, relembrou.

No dia 30 de setembro, Maria Cristina participou do Seminário Nacional sobre a Proteção à Liberdade Religiosa, integrando a mesa do painel “Sistema de ensino, cultura e respeito à diversidade religiosa”, junto com a Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, Benedita da Silva. Na ocasião, o tema foi amplamente discutido e Maria Cristina teve a oportunidade de contar a sua história.

Revoltada com o episódio, ela denunciou o caso a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), que publicou uma moção de desagravo em um jornal de grande circulação em todo o estado do Rio de Janeiro. “A diretora ficou muito insatisfeita com a repercussão da história e, além de me ameaçar com o afastamento, colocou a notícia no quadro de avisos, com um provérbio bíblico ao lado. Além disso, ela sublinhou a palavra 'mentirosa' e a citação 'testemunha falsa que profere mentiras'. Foi um grande constrangimento”, ressaltou.

De acordo com Maria Cristina, em setembro foi instaurada uma sindicância pela Secretaria Municipal de Educação, onde foram ouvidos alunos, a direção da escola e também a professora. “Depois dessa reunião, o caso foi encaminhado a Procuradoria do Município que imediatamente determinou que eu retornasse a sala de aula. Entretanto, as crianças ficaram mais de um mês sem aula, já que eu fui suspensa no dia 15 de setembro e só retornei na semana passada”, destacou.

A equipe de reportagem do jornal O DEBATE tentou entrar em contato com a secretária de Educação e vice-prefeita de Macaé, Marilena Garcia, mas ela está em viagem ao México, com retorno previsto para a próxima semana.

Caso denunciado ao Ministério Público
Antes de retornar a dar aulas, a professora, que conta com 18 anos de magistério, entrou com uma ação no Ministério Público, no início deste mês, contra Mery Lice, por causa das humilhações que sofreu. A partir daí, o órgão tem 30 dias para enviar o caso à delegacia, que procederá à investigação. O advogado Carlos Nicodemos, coordenador jurídico da CCIR e responsável pela denúncia ao MP, informou que a Coordenação Jurídica está acompanhando o inquérito administrativo que apura a conduta ética e disciplinar da direção da escola Pedro Adami.

Segundo o advogado, o caso aponta indícios materiais da prática de crime de discriminação por orientação religiosa, conforme o artigo 20 da Lei 1.776/89 (Caó), considerando os elementos da prática institucionalizada de discriminação religiosa, o que significa uma vitimização coletiva da sociedade macaense. “Por outro lado, também é possível identificar indícios da prática de injúria real, tendo como vítima objetiva a professora Maria Cristina Marques, o que resultaria na aplicação do artigo 140, parágrafo terceiro do Código Penal. O caso deverá ser apurado pela delegacia de Macaé”, informou.

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa está acompanhando o caso desde junho e disse que recebe diversas outras denúncias de casos parecidos. “Tem escola que proíbe autores como Jorge Amado e Machado de Assis. No entanto, até agora nenhum mestre quis formalizar as queixas com medo da perseguição e da perda do emprego. Por isso, este é o primeiro caso formalizado e com provas materiais contundentes sobre a perseguição sofrida pela professora”, esclareceu Rosiane Rodrigues, assessora da CCIR.

Vereador macaense leva caso à Câmara Municipal
O vereador macaense pelo PMDB e diretor da Casa de Umbanda Cristianizada Xangô Menino, João Sérgio de Lima, ficou indignado quando tomou conhecimento do caso. Ele disse que vai encaminhar um requerimento a Secretaria Municipal de Educação, pedindo maiores informações sobre o caso. “Eles vão ter 15 dias para me responder e quero saber sobre essa história, porque nem todas as pessoas que moram em Córrego do Ouro são evangélicas. Muitos moradores de lá frequentam o Xangô Menino e não posso concordar com esse tipo de discriminação”, enfatizou.
Para o vereador, tal atitude nunca poderia partir de uma diretora, já que existe uma lei que ampare a professora. “Ela está na contramão da história e não poderia ter tomado essa atitude. Agora, a professora pode dar parte e essa diretora pode pegar até três anos de prisão, de acordo com a Lei Caó”, salientou.

João Sérgio lamenta que, no Brasil, ainda exista muito preconceito contra as religiões afro. “O governo não pode pregar nenhuma religião e deve sempre estar isento. Essa atitude da diretora foi retrógrada e ignorante, no sentido de ignorar mesmo as coisas. Eu não posso compactuar com esse tipo de atitude, nem como cidadão macaense, nem como diretor de uma casa espírita e muito menos como político”, apontou.

Além do requerimento, João Sérgio fará hoje um pronunciamento sobre o caso, durante a sessão da Câmara Municipal, prevista para começar às 10 horas, no Fórum de Macaé.

Vi no http://www.odebateon.com.br/
0 comentários

Felicidade!!!!


Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!



0 comentários

Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas...


Hoje quando cheguei em casa a noite encontrei os recados acima em meu orkut. Do Thiago, que foi meu aluno no ano passado e de sua mãe logo acima.
Quando recebi a turma o Thiago era um aluno que nem se sentava para fazer a atividade. Aos poucos fomos nos conquistando e a mudança nele era realmente visível. Ficou muito interessado, passou a estudar e melhorou bastante suas notas.
Prova de que existe um remédio bastante eficaz para alunos ditos "dífíceis". E esse remédio chama-se ATENÇÃO. A única coisa que fiz foi dar a ele atenção, ouvir o que ele queria e tinha a dizer. E descobri que ele tinha muito a dizer. Um menino carismático, agradável, educado, inteligente e extremamente carinhoso.
Hoje, quando leio um recado desses dele, chego a me emocionar. Saber que fiz diferença na vida de alguém é realmente maravilhoso. E esse aluno me conquistou de forma realmente especial. Também fez muita diferença em minha vida. Aprendi muito com ele e o amo demais.
Ele termina seu recado pedindo que eu nunca o esqueça. Preciso dizer que isso é algo realmente impossível.
São coisas realmente fazem valer a pena. Sei que o carinho é verdadeiro, não é forçado e isso me faz muito feliz.
Trabalhar em duas cidades? Planejamento em casa? Fins de semana corrigindo prova? São coisas difíceis, principalmente quando a compensação financeira não é adequada. Mas quando você recebe uma demonstração de carinho desse tipo, todas as dificuldades se tornam secundárias.

Clique na imagem para visualizá-la melhor.


1 comentários

O professor sempre está errado.


Quando...


É jovem, não tem experiência.


É velho, está superado.


Não tem automóvel, é um coitado.


Tem automóvel, chora de "barriga cheia".


Fala em voz alta, vive gritando.


Fala em tom normal, ninguém escuta.


Não falta às aulas, é um "Caxias".


Precisa faltar, é "turista".


Conversa com outros professores, está "malhando" os alunos.


Não conversa, é um desligado.


Dá muita matéria, não tem dó dos alunos.


Dá pouca matéria, não prepara os alunos.


Brinca com a turma, é metido a engraçado.


Não brinca com a turma, é um chato.


Chama à atenção, é um grosso.


Não chama à atenção, não sabe se impor.


A prova é longa, não dá tempo.


A prova é curta, tira as chances dos alunos.


Escreve muito, não explica.


Explica muito, o caderno não tem nada.


Fala corretamente, ninguém entende.


Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.


Exige, é rude.


Elogia, é debochado.


O aluno é reprovado, é perseguição.


O aluno é aprovado, "deu mole".


É,


o professor está sempre errado mas,


se você conseguiu ler até aqui,


agradeça a ele!


Muito bom.Recebi por email.
1 comentários

Professores também se divertem


0 comentários

Professores também compartilham

Trecho de uma palestra do médico psiquiatra Içami Tiba, em Curitiba, 23/07/2008.

Recebi por email e achei muito interessante. Nos faz refletir sobre as atuais condutas dos pais e educadores.
Resolvi postar esse texto principalmente por causa do item 1.
Infelizmente muitos pais não se dão conta de que "aluno é transitório, filho é para sempre" e simplesmente nos delegam toda a responsabilidade pela educação de seus filhos. E nós, professores, muitas vezes assumimos sozinhos essa responsabilidade, mesmo sabendo que sozinhos não vamos dar conta. A família é essencial, e quando nos deparamos com situações onde constatamos que infelizmente nossos esforços não são suficientes, ficamos frustados. Por mais que você ensine que é errado pegar algo de alguém, por exemplo, se a criança está acostumada a esse tipo de atitude e não é corrigida em casa, a sua "falta de formação familiar" vai falar mais alto, e ela, diante de uma eventual facilidade certamente não vai pensar no que vc falou quanto ao que é certo ou errado.
Ética é algo que é constantemente trabalhado em sala de aula. Mas ética é algo que precisa ser vivenciado.
Esse é um desabafo de uma professora que achava que podia mudar o mundo, mas quando se deparou que a situação real, ficou frustada.
Sei que ainda posso fazer minha parte e que ela é importante, mas agora sei que sozinha infelizmente não vou conseguir nem metade dos resultados que gostaria.
Existem coisas no cotidiano que realmente falam mais alto do que valores éticos e morais que deveriam ser prioridade.
Os valores estão invertidos, e a visão de certo e errado deturpada.

P.S - O Livro "Ensinar Aprendendo" de Içami Tiba é muito bom. Vale a sugestão...

1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.

2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar com internet, som, tv, etc...

3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passa-la em hospital de queimados.

4. É preciso confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.

5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona.

6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai determinar que não haverá um passeio, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente.

7. Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto quem tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer.

8. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. Tem que entender.

9. É preciso transmitir aos filhos a idéia de que temos de produzir o máximo que podemos. Isto porque na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio: não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0.

10. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente.

11. A gravidez é um sucesso biológico e um fracasso sob o ponto de vista sexual.

12. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para fazer uso da droga . A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve 'abandoná-lo'.

13. A mãe é incompetente para 'abandonar' o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita.

14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo.

15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo.

16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se for mal na faculdade.

17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite.. Nunca.

18. Muitas são desequilibradas ou mesmo loucas. Devem ser tratadas. (palavras dele). (Aqui faltou uma palavra e a frase ficou se sentido: pode ser mães, familias, crianças, etc)

19. Se a mãe engolir sapos do filho, ele pensará que a sociedade terá que engolir também.

20. Videogames são um perigo: os pais têm que explicar como é a realidade, mostrar que na vida real não existem 'vidas', e sim uma única vida. Não dá para morrer e reencarnar. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida.

21. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão.

22. Pais e mães não podem se valer do filho por uma inabilidade que eles tenham. 'Filho, digite isso aqui pra mim porque não sei lidar com o computador'. Pais têm que saber usar o Skype, pois no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível pagarem para falar com o filho que mora longe.

23. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade paga o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo.

24. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família.

25. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que mostrar qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final.

26. Dinheiro 'a rodo' para o filho é prejudicial. Mesmo que os pais o tenham, precisam controlar e ensinar a gastar.
0 comentários

Professores também se divertem

Essa tia Eva sabe das coisas...rsrsrsrsrs.

Vi no http://www.lufrancesa.com/blog/
1 comentários

Professores também compartilham

Uma dica de link de um blog de jogos pedagógicos. Muito interessante.

http://jogoaula.blog.br//modules/news/ 0 comentários

Socorro!!!!

Vi no http://www.arreganho.com/page/2
0 comentários

Britanica tornou filho "doente" para receber benefício de R$350 mil

Será que ela pode realmente ser considerada mãe??? Acho que o conceito "mãe" precisa ser revisto por algumas pessoas.

Uma mulher (que legalmente não pode ser identificada) está sendo chamada de a "mais perversa e cruel mãe" da Grã-Bretanha. A monstruosidade: a britânica de 35 anos fez com que o filho passasse, durante seis anos, por tratamentos e até uma cirurgia SEM A MENOR NECESSIDADE.

Tudo para lucrar com a suposta situação do filho. Em benefícios públicos e privados, a mulher arrecadou o equivalente a 350 mil reais!!!

O dinheiro arrecadado foi usado para a reforma da casa em que os dois viviam em Devon Inglaterra) e para gastar em férias, segundo o que foi revelado em um tribunal. Estou de boca aberta!

A mulher, que se dizia uma enfermeira bastante qualificada, sempre aparecia com o menino em cadeira de rodas. Ela dizia que a criança tinha alergia a todos os tipos de alimento. Assim, conseguiu convencer médicos a realizar uma cirurgia para introduzir um tubo alimentar no menino, aos 4 anos de idade!

A lista de "doenças" que a mulher apresentava era extensa, incluindo problemas mentais, fibrose cística, disfasia e alergias. A britânica chegou a alterar uma amostra sanguínea para "provar" aos médicos que o filho era "diabético".

Ela era tão cara de pau que chegou a conseguir um encontro com Camilla Parker-Bowles, que ficou sensibilizada com a "doença" do menino. O mesmo aconteceu com Simon Cowell, que, depois de ler uma carta dramática enviada pela mãe farsante, mandou passagens para que a mulher e a criança participassem do programa X Factor.

A escola onde o menino estudava decidiu até fazer uma grande reforma para se adaptar às "necessidades" do "pobre coitado".

A farsa acabou e a polícia descobriu uma fita em que a criança corria animadamente pelo quintal da casa onde morava. Fora das câmeras e do público, o menino comia normalmente, e adorava hambúrguer, biscoitos e pudins! Nada de cadeira de rodas.

Perante um juiz, a mulher se declarou culpada e admitiu a crueldade. O menino está sendo criado por uma família não-identificada, de acordo com a reportagem do "Sun".

Vi no http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/posts/2009/10/17/britanica-tornou-filho-doente-para-conseguir-beneficios-350-mil-233151.asp 0 comentários

Professores também se divertem

Depois de um sabadão letivo, com chuva para completar... Uma piadinha para descontrair.



Vi no http://mundodoarthur.wordpress.com/2009/10/06/marina-quando-falha-o-coracao-viii-o-fim-do-mundo/
1 comentários

Cintos de segurança salvaram bebê que teve carrinho atingido por trem

Liguei a tv hoje quando cheguei e estava passando esta notícia no Jornal Nacional. Nossa... será que alguém ainda duvida que Deus existe???
Não consegui postar o vídeo, mas esse link leva a reportagem do Bom Dia Brasil no Youtube. http://www.youtube.com/watch?v=E1uoBrFsAIc

Carrinho da criança caiu entre trilhos em estação de trem na Austrália. Bebê se salvou, pois ficou preso e protegido pela estrutura do carrinho.
Do G1, com informações do Jornal Nacional

Imagens impressionantes, da cidade de Melbourne, na Austrália, ganharam a atenção do mundo nesta sexta-feira (16). As cenas, numa estação de trem, mostram um momento de descuido de uma mulher. Por alguns segundos, ela tirou os olhos do filho de seis meses, que estava num carrinho, e foi por uma sorte incrível que essa história não terminou em tragédia.

As imagens foram registradas pelas câmeras de segurança da estação. A mãe aparece no alto do vídeo, com o carrinho do bebê. Como está ventando, ela arruma o casaco da criança e empurra o carrinho para longe dos trilhos.

O que acontece em seguida é de perder a respiração.São menos três segundos: a mãe se distrai, o carrinho desliza para frente, cai entre os trilhos e é atingido por um trem que chega exatamente naquele momento à estação, diminuindo a velocidade. O maquista acionou imediatamente o freio de emergência.

As imagens mostram que a mãe ainda tentou correr, escorregou, e não conseguiu alcançar o carrinho.
Apesar da gravidade do acidente, o bebê teve apenas um pequeno arranhão na cabeça. Segundo especialistas, a criança foi salva porque usava os cintos de segurança.

Ao cair entre os trilhos, o carrinho virou de cabeça para baixo. O trem passou por cima do carrinho, que foi arrastado por 40 metros. No vão, embaixo do trem, o bebê ficou o tempo todo preso ao cinto, protegido pela estrutura do carrinho, que foi se despedaçando. Foi o uso cinto que teria impedido o bebê de se desprender e ser atingido pelos trilhos, pelos dormentes ou pelas partes do vagão.

Perto da estação, policiais retiraram os pedaços do carrinho debaixo do trem.

No vídeo é possível perceber que , além de ter se distraído, a mãe se esqueceu de fazer algo recomendado pelos fabricantes de carrinhos em lugares perigosos ou inclinados, ela não acionou o freio, que mantém as rodas travadas nessas situações.
Depois desse grande susto, mãe e bebê passam bem.

Vi no
http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1344584-5602,00-CINTOS+DE+SEGURANCA+SALVARAM+BEBE+QUE+TEVE+CARRINHO+ATINGIDO+POR+TREM.html 0 comentários

Aluna de 100 anos é exemplo nesse Dia do Professor

Na companhia do filho, Maria Enedina frequenta um curso de alfabetização de adultos e senta-se na primeira fila.

Dona Maria Enedina é catadora de caranguejo em Ilhéus, na Bahia. Há três meses, decidiu aprender a ler e a escrever.

Na companhia do filho, ela frequenta um curso de alfabetização de adultos, senta-se na primeira fila e é um dos orgulhos da professora Eunice Corrêa. “Eu vejo a dona Maria como um exemplo para os jovens que estão ai no mundo sem dar valor para a educação. Ela é uma aluna assídua, frequenta as aulas direitinho, recita versos”, contou a professora. “Eu tenho que ir para casa fazer tudo, senão eu ficava o dia todo aqui estudando”, disse dona Maria Enedina.

Neste 15 de outubro, a gente dá parabéns à Eunice, uma professora brasileira, e parabéns também à aluna exemplar que ela tem, dona Maria Enedina, catadora de caranguejo e com cem anos de idade.


Achei linda essa notícia. Um exemplo a ser seguido.
Vi no http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/0,,MUL1343083-10406,00-ALUNA+DE+ANOS+E+EXEMPLO+NESSE+DIA+DO+PROFESSOR.html 1 comentários

Meus alunos são tão fofos...








1 comentários

Recebi da mãe de uma aluna que amo de paixão... Parabéns a todos os professores!!! Nós merecemos...
1 comentários

Professores também compartilham



Passei só para postar esse link que eu encontrei e achei muito interessante.

Sei da dificuldade que as vezes temos em encontrar boas histórias e sugestões para o trabalho com as crianças em sala de aula e esse site tem várias coisas legais.

Tirei várias sugestões para o trabalho com meus alunos do 2° ano. Espero que seja útil.


0 comentários

Professores também se informam



Tarifas bancárias são mais caras na boca do caixa



Tirar um extrato no guichê custa quase R$ 4. Se for pela internet ou direto no caixa eletrônico, sai R$ 2 mais barato.

Você sabe quanto gasta no banco em pequenos serviços, como tirar um extrato da conta,transferir dinheiro? O Banco Central comprovou: quem prefere entrar na fila do banco não perde só tempo. Perde dinheiro. O mesmo serviço pode ter taxas bem mais baixas nos caixas, na internet, no telefone, nas lotéricas. A diferença é grande. Durante a greve dos bancários, que terminou na semana passada, muitos clientes de bancos foram obrigados a se virar para pagar as contas. Depois, conferindo os extratos, descobriram onde as tarifas bancárias pesam mais.


Na correria, nada como fugir das filas dos bancos. “Agência atrapalha a vida de todo mundo”, comenta o estudante Flávio Silva. Sorte de quem tem pressa. Não perde tempo nem dinheiro.


Nas agências, ali na boca do caixa, as tarifas bancárias ficam ainda mais caras. “Eu não sabia disso”, diz um cliente.

O Banco Central tem a relação. Tirar um extrato no guichê custa quase R$ 4 em média. Se for pela internet ou direto no caixa eletrônico, sai R$ 2 mais barato. A diferença é ainda maior em outras operações. Dentro da agência, a tarifa para transferir dinheiro de uma conta para outra é de R$ 13,28. Se o cliente fizer a operação no caixa eletrônico, vai economizar R$ 3,31.


“É mais um motivo para não ir. Primeiro porque você vai perder tempo, vai passar raiva lá porque demoram muito para atender e vai pagar mais caro”, enumera a jornalista Ana Lúcia Bonfim.


Uma diferença nada discreta, mas nem todo mundo presta atenção... “No dia a dia, você não percebe isso porque não contabiliza no fim do mês no orçamento e passa batido”, lembra o radialista Marcos de Moraes. Já parou para pensar por que o cliente paga mais caro para ser atendido nas agências? “Paga o cafezinho, a limpeza, a vigilância e alimenta também os altos lucros do sistema financeiro”, diz o economista Roberto Piscitelli.


Mas será que dá para resolver tudo pela internet ou terminais eletrônicos?


“Sempre resolvi por aqui”, diz um senhor. Para alguns serviços, não tem jeito. Só nas agências mesmo. Na hora de pedir ou renegociar um empréstimo, avaliar investimentos e aplicações, nada como uma conversa com o gerente. Para as operações mais simples como pagar contas, por que não ir a uma lotérica?


Para sacar dinheiro, a tarifa média é de R$ 2,05 - quase R$ 0,40 a menos do que o valor cobrado pelos bancos. Tem gente que ainda aproveita para tentar a sorte. “Sempre que estou na fila, aproveito para fazer uma fezinha porque ninguém é de ferro”, brinca um senhor.


Os valores citados são de serviços prestados em bancos particulares. Nos bancos públicos, algumas tarifas são ainda mais caras. O Banco Central faz esse levantamento todos os dias e informa o valor médio de cada tarifa. É só comparar.



Muito interessante essa matéria. Informação que não costuma ser divulgada. Vi no http://g1.globo.com/bomdiabrasil/
0 comentários

Professores também se cuidam

Li essa matéria e achei interessante, principalmente para aqueles que, como eu, vivem brigando com a balança. O link da matéria na integra está no final do post.

Magra.com

Matrícula na academia, alimentos saudáveis na geladeira, motivação e um computador para registrar as conquistas. Os blogs viraram febre e servem de estímulo e fonte de informação para as mulheres entrarem em forma e deletarem os quilos extras
Constança Tatsch

Você já deve ter lido em revistas ou ouvido de um médico que uma boa medida para perder peso é anotar tudo o que come e bebe em um diário. Mas, como somos modernas e vivemos em 2009, a alternativa mais criativa são os blogs sobre emagrecimento, que se proliferam na internet. Não há números que indiquem quantos endereços sobre o tema já existem, ainda assim a quantidade de pessoas interessadas em dar uma espiada mostra que a ideia tem sido cada vez mais bem recebida: o blog Lu Francesa recebe 1 200 visitantes por dia. O Meu Emagrecimento contabiliza diariamente 5 mil visitantes.
Com tanta gente leiga falando sobre o mesmo assunto, fica a dúvida se essa é uma ferramenta útil. Por isso, pedimos que especialistas analisassem alguns dos blogs mais badalados da internet. E eles foram aprovados!
Para a nutricionista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição Caroline Bergerot, “tem muita informação e dicas que podem ser seguidas. Não é um trabalho científico, mas é um bom começo. São fontes interessantes que podem estimular”. Muitas meninas, por lutarem há anos contra a obesidade, são bem informadas e chegam ao seu consultório “craques”. A perda de peso das blogueiras não é rápida, mas é definitiva porque tem a ver com conscientização, não dietas milagrosas.
O nutrólogo e endocrinologista da Unifesp João César Castro Soares ressalta que essa troca de experiências é muito importante. “O convívio é interessante e grupos de autoajuda costumam ter resultados razoáveis”, afirma. Então, ligue o computador, puxe a cadeira e emagreça.

Fonte:http://revistawomenshealth.abril.com.br/edicao/005/magra-ponto-com.shtml
0 comentários

Professores também se divertem

TIPOS DE USUÁRIOS DA INTERNET

Fofoqueiros
Passam o tempo inteiro no Orkut, Facebook e Twitter lendo e fuxicando na vida das outras pessoas.

Spammer
A única coisa que esses detestáveis seres sabem fazer, é enviar as famosas correntes de e-mail, do tipo "Mande essa mensagem para 50 pessoas e algo muito bom acontecerá em sua vida".

Onanistas
Para esses usuários, a internet só serve pra ver pornografia.

Metido a hacker
Se diz o expert em informática mas na verdade manja o básico. Vira noites sem dormir tentando descobrir suas senhas, invadir seu computador. E nunca consegue.

Nerd

Vive pendurado na internet, e está sempre por dentro das novidades sobre tecnologia e games. Se pudesse se casaria com um computador.

Pirateiro

Sua internet nunca é desconectada. Fica no ar 24 horas fazendo download de filmes, músicas, jogos.

Se identificou com alguma dessas categorias? Ajude a ampliar essa lista deixando sua dica nos comentários :D


************
SUPERANDO A CRISE

*****************

MODERNIZANDO

0 comentários

As crianças hoje em dia adoram o castigo


0 comentários

Feliz dia das Crianças



À todos aqueles que conservam dentro de si a pureza , a simplicidade e a verdade no olhar digno de uma criança.. Meus sinceros parabéns por todos os seus dias. Ser maduro é talvez não deixar os impulsos lhe dominar.. é saber ouvir os dois lados.. é pensar e repensar em atitudes e posturas. Mas, ser maduro a caminho de se tornar um sábio é acima de tudo, preservar a essência e o melhor que cada fase da vida tem: a espontaneidade de uma criança, a ousadia e fantasias da adolescência, a prudência da fase adulta ... e ao chegar na melhor idade saber unir tudo isso em prol de um vida melhor.



0 comentários

Jogo dos 7 erros. Qual será o certo???

Achei essa imagem muito interessante. Serve para pensarmos sobre as mudanças que a educação vem sofrendo e no rumo que ela está tomando.

2 comentários

A UTILIZAÇÃO DO BLOG NA EDUCAÇÃO Margarida Elisa Ehrhardt Ferreira

A informática educativa possibilita muitos caminhos para que o professor realize suas aulas de uma forma interessante, diante do mundo tecnológico em que vivemos. Dominar técnicas de informática, para assim aplicá-las á educação é um dos grandes desafios de hoje, para os profissionais da educação.
Muitos recursos são utilizados para que se obtenha êxito na aprendizagem, e um em especial que iremos tratar neste artigo oferece muitas possibilidades de desenvolvimento das potencialidades humanas : o Blog.Qualquer recurso conta com limitações, mas aqui colocaremos algumas das vantagens e possibilidades do uso do blog nas escolas como alternativa de aprendizagem.
BLOGS
Os blogs são páginas na internet (Web), que utilizam os protocolos de transmissão de dados e contam com um servidor para armazenar as informações que apresenta e que precisam ser atualizados com freqüência.Historicamente, surgiram no final de 2001, no site Blogger.com.Apresenta-se com uma linha de tempo para as postagens , abarcando uma infinidade de assuntos que vão desde diários , piadas, links, notícias, poesias, artigos, idéias, fotografias e tudo mais que seja possível para sua atualização.Quando “no ar” , isto é, postado na web, qualquer pessoa pode acessá-lo.Sendo uma excelente forma de comunicação, permite que grupos e pessoas interem-se sem restrição temporal, pois o leitor pode registrar comentários acerca da exposição do blog.
BLOGS E EDUCAÇÃO
Pensando enquanto educador, como esta ferramenta valiosa pode contribuir em nossa prática pedagógica diária?Os blogs podem:
• Apresentar várias etapas de um projeto desenvolvido na escola, na sala, em grupos ou mesmo individual;
• Criação de um jornal on line;
• Divulgação de atividades ;
• Apoio à um eixo de trabalho(ou mesmo à uma disciplina)
• Preparar para encontros educacionais ente os profissionais, ou mesmo entre estudantes;
• Divulgação de produções dos alunos em diferentes áreas de conhecimento;• Divulgar estudos realizados pelos alunos;
• Desenvolver a curiosidade tecnológica, incentivando o aluno a busca diferentes linguagens de programação ;
• Desenvolver habilidades e competências nas diferentes áreas de conhecimento, aplicando os conteúdos estabelecidos em currículo;
• Trabalhar com imagens criadas ou registradas pelos próprios alunos, ampliando suas habilidades cognitivas na área de criação.
• Elaborar tamplates que desenvolvem além de conhecimentos, técnicas e habilidades próprias, possibilitam utilizar-se da criatividade, da ética , e de muitos outros componentes da cidadania.
• Podem elaborar animações para postar no blog, como resultados de trabalhos.
• Trazer a discussão de valores e da moral, quando na postagem de comentários, observando os limites do respeito à produção do próximo;
• Ajudar a comunidade escolar com esclarecimentos e informações elaboradas pelos próprios alunos.
• Incentivar a criação de concursos entre os alunos de suas produções; É importante lembrar que o blog não se restringe apenas à língua portuguesa ou mesmo à matemática.Ele funciona como um recurso para todos os eixos do conhecimento , já que o conhecimento na realidade busca uma apresentação menos fragmentada. Ele pode em alguns momentos conter mais informações sobre uma determinada área, mas não se fecha para qualquer outra em nenhum momento.
Além de tantas possibilidades educativas, os blogs aproximam as pessoas, as idéias, permitem reflexões, colocações troca de experiências, amplia a aula e a visão de mundo, e oferece a todos as produções realizadas.A melhor vantagem , é que é um recurso extremamente prazeroso a que o elabora e desenvolve!Enquanto professor, não precisa utilizar a antiga caneta vermelha para sublinhar o que estava errado, mas este pode oferecer informações sobre o “erro” do aluno e os caminhos a serem percorridos para uma melhora , se necessária , em sua construção de conhecimento.Partindo do espaço “comentários” o professor interage com o aluno mais facilmente, instigando-o a pensar e resolver soluções.Este é um grande objetivo hoje, dentro de um currículo voltado para competências como nos coloca nossos Referenciais Nacionais de Educação.
Para finalizar, o professor não pode deixar de estabelecer objetivos e critérios ao utilizar este recurso, pois a utilização a esmo não enriquece as aulas, torna-se um tempo inutilizado para a construção e a troca de conhecimentos.Ele deve deixar claro o que espera do aluno e o que pretende com a proposta de trabalho.Assim a avaliação deve ser feita pelo professor e pelos alunos.Bom trabalho!

Vi esse artigo no http://www.webartigos.com/articles/2017/1/a-utilizaccedilatildeo-do-blog-na-educaccedilatildeo/pagina1.html 0 comentários